Sindafep Seguros

Notícias

Imagem

Auditor fiscal aposentado lança livro de ficção que conta a inexplicável saga de Maximiliano Martins

Obra foi publicada no Brasil e em mais três países pela editora Chiado

No último dia 11 de julho, o Auditor Fiscal aposentado e escritor Nelson Zanetti lançou o livro “Se eu morrer no inverno''. Zanetti sempre teve o desejo de escrever ficção, mas nunca havia se aventurado por esse mundo. Sua primeira obra foi uma autobiografia, que conta sobre como era seu dia a dia no Fisco, lugar onde trabalhou durante anos até sua aposentadoria. 

O processo de escrita de sua segunda obra foi rápido, durando cerca de dois meses e meio, mas um livro sobre ficção não era a ideia inicial. Zanetti começou a escrever sobre atualidades contando os principais fatos e crises que acontecem pelo mundo. “Quando eu estava na metade do livro, começou essa crise de calamidade pública — pandemia do coronavírus — e eu tive que incluir ela no meu livro. Eu comecei a fazer um acompanhamento da pandemia mundial, mas ele só vai poder ser concluído com a vacinação terminada”, conta. Disto surgiu a ideia de publicar uma ficção. “Foi a minha esposa que sugeriu que eu retomasse esse projeto e comecei a escrever.”, explica. 

“Se eNelson Zanetti, autor do livro “Se eu morrer no inverno''u morrer no inverno'' conta a inexplicável saga de Maximiliano Martins, o passageiro do tempo, que desperta perdido em um mundo utópico 319 anos atrás do seu tempo. Sua história começa no ano de 1701, passando pelo Brasil Colônia do final do ciclo da cana-de-açúcar, o início e o fim do ciclo do ouro no século XVII, atravessando todas as fases do ciclo do café no século XVIII. A descoberta surpreendente de possuir o poder de não envelhecer, não ficar doente e se recuperar de qualquer tipo de ferimento — até mesmo mortais —, força-o a viver uma vida de segredos e o obriga a não poder permanecer em uma mesma região por muito tempo. Transformado em um personagem andarilho e prisioneiro do tempo, assiste a História do Brasil sendo revivida em tempo real. Cruzou o tempo histórico de parte do Brasil Colônia, e a íntegra do período do Brasil Império e Brasil República. 

O amigo e ex-colega de trabalho, Lucio Carlos Silva Macedo, leu o livro e gostou muito da história. “Devorei o livro, viajei pelo tempo, sempre na companhia do grande Capitão Max. Revi as aulas de história e de geografia e tive uma grande aventura. Fico imaginando as aventuras que o Nelson teve em cada parágrafo escrito, a cada capítulo terminado, a cada enredo desvendado”, afirma entusiasmado. 

O livro foi publicado no Brasil, Portugal, Cabo Verde e Angola, e está disponível para compra nos sites das livrarias Cultura, Atlântico, Martins Fontes Paulista, Vila, Amazon e pela editora Chiado.
 

Categorias:

Comente esta notícia

código captcha